Processo de produção

  • Canavial

    No Sítio Pedra Branca, a APACAP (Associação dos Produtores e Amigos da Cachaça Artesanal de Paraty) em parceria com o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento), a UFRRJ (Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro), a Emater, o Sebrae-RJ e a PMP (Prefeitura Municipal de Paraty) entre outros, montou um experimento de variedades […]

  • Moagem

    O engenho utilizado para a extração da garapa (caldo de cana) é uma moenda de um terno de rolos, movido à energia elétrica, que proporciona uma boa extração do caldo e produz um bagaço bem triturado que é reutilizado nos canaviais e na produção de compostagem para adubo orgânico. A garapa é coada em um […]

  • Geração de Vapor

    O Sítio Pedra Branca utiliza uma caldeira para geração de vapor que é utilizado para o aquecimento do alambique e higienização das áreas de produção. A caldeira utilizada é toda automatizada e com válvulas de alívio, o que proporciona eficiência e segurança no uso do equipamento. Sua fornalha é dimensionada para queima de bagaço de […]

  • Destilação

    A cachaça Pedra Branca é destilada em um conjunto de destilação de alta tecnologia, formado por um alambique de cobre, pré-aquecedor de vinho, resfriadeira e caixa receptora de cachaça, onde são separadas a cabeça, o coração e a calda, garantindo a produção de uma cachaça pura e de altíssima qualidade.    

  • Melado

    O melado de cana é um produto artesanal, sem aditivos, obtido da fervura do caldo de cana até ficar concentrado, ao mesmo tempo em que é purificado com a retirada constante da espuma. Muito produzido nas antigas fazendas, o melado é também conhecido como mel de engenho.